A capital da Hungria, Budapeste, é na verdade composta de três cidades unificadas, com Buda e Óbuda na margem oeste do Danúbio e Pest na margem leste. Grande parte da cidade recebeu o status de Patrimônio Mundial da UNESCO, e muitos visitantes consideram a cidade uma das cidades mais bonitas da Europa.

A cidade combina com sucesso sua fascinante história com um brilhante e descontraído estilo artístico contemporâneo. Há uma grande variedade de coisas diferentes para os visitantes verem e fazerem, de museus a spas termais, para que todos possam encontrar algo que agrade sua imaginação.

Era um fato que #ESTOTVTOURNEE iriam a pesquisar o que têm de melhor para fazer na cidade e iriam a fazê-lo Diana, Arilton & Torrego sem dúvida nenhuma se foram a percorrer as ruas da cidade ao qual ficaram mais do que encantados e surpresos com o eclético da Cidade de Budapeste.

O edifício do parlamento húngaro, projetado e construído no estilo gótico renascentista, é um dos maiores edifícios da Hungria e abriga centenas de escritórios parlamentares. Embora o impressionante edifício pareça fantástico de todos os ângulos, para ver todo o edifício em toda a sua glória, vale a pena vê-lo do outro lado do Danúbio em poucas palavras do lado do Buda!!

Um dos maiores spas da cidade é o centro Gellert Bath and Spa, que inclui uma piscina ao ar livre (que se transforma em uma piscina de ondas), uma piscina efervescente, uma sauna finlandesa e uma série de outras saunas e piscinas de imersão .

Massagens e outros tratamentos de spa também estão disponíveis por uma taxa extra. O complexo foi originalmente construído entre 1912 e 1918 em estilo Art Nouveau, mas sofreu sérios danos durante a Segunda Guerra Mundial. Todo o spa foi extensivamente renovado em 2008 para trazer os banhos de volta à sua antiga glória. Os banhos estão abertos toda a semana para banhos mistos.

Mas ESTOTVTOURNEE ficou mais do que maravilhado com o complexo de banhos de Széchenyi é o maior centro de banhos “medicinais” da Europa.

Neste Spa ao ar livre toda a equipe ficou perplexa com a beleza da arquitetura assim como a incrível variedade de piscinas aquecidas até mais de 40º ufa isso sim que é muito quente!!

As águas são ricas em sulfatos, cálcio, magnésio, bicarbonato e fluoreto, que, acredita-se, ajudam os pacientes com doenças articulares degenerativas e outros problemas médicos.

Para aqueles que querem apenas aproveitar os poderes relaxantes das piscinas termais, há uma variedade de diferentes piscinas termais no local, bem como saunas e banhos de vapor.

Massagens e tratamentos de beleza também estão disponíveis por uma taxa adicional.

As duas piscinas externas são lugares fantásticos para visitar em uma noite fria e escura, pois o vapor subindo da água quente faz com que todo o lugar pareça maravilhosamente misterioso

Este trecho da passarela do Danúbio vai da Elizabeth Bridge à Chain Bridge e é perfeito para quem deseja uma caminhada curta, mas interessante. Passear pelo Danúbio é uma ótima maneira de ver muitos dos pontos turísticos mais famosos da capital.

Olhando para o lado do rio em Buda, você verá o Castelo de Buda, a Estátua da Liberdade na Colina Gellert e o Bastião dos Pescadores. No lado do rio Promenade, você pode desfrutar de restaurantes, cafés, a Praça Szechenyi Istvan e uma variedade de esculturas diferentes, incluindo a Princesinha.

A Casa do Terror realiza exposições sobre os sucessivos regimes fascistas e comunistas que governaram a Hungria durante o século XX. O prédio em si era a antiga sede do partido Fascista da Cruz da Flecha, e o prédio foi posteriormente usado como local de prisão e tortura pelos serviços de Segurança do Estado da Hungria.

Existe a oportunidade de visitar algumas áreas da prisão no porão. A exposição inclui informações sobre ambos os regimes, bem como depoimentos de algumas das vítimas. Além de exposições sobre os “serviços de segurança” fascistas e comunistas, o prédio costuma abrigar outras exposições temporárias.

Esta adega histórica, localizada em baixo do Castelo de Buda, é o local perfeito para provar vinhos de algumas das 22 regiões vinícolas húngaras. Você também terá a oportunidade de experimentar as tradicionais palinka de frutas húngaras. Um sommelier fornecerá notas de degustação durante a sua visita, para que você possa tirar o máximo proveito de cada vinho que experimentar.

O fantástico mercado de pulgas nos arredores da cidade é um ótimo lugar para encontrar uma pechincha. É possível pegar uma variedade de tesouros diferentes daqui, embora você possa ter que procurar em barracas cheias de coisas que você considera lixo para encontrá-las.

Mesmo que você não esteja pensando em comprar nada, ainda é possível passear por horas entre as barracas, sonhando com os antigos donos de todo esse bric-à-brac. As barracas vendem de tudo, desde roupas rétro até lembranças da era comunista.

Pechinchar é recomendado, embora você deva pagar um pouco mais se você não for local.

Aqui a equipe enlouqueceu-se fazendo compras, especiarias, artesanato original da Hungria além de ter conhecido uma menina extraordinária que além do húngaro, falava espanhol, inglês e italiano assim que a conversação foi mega fluida e deliciosa… O Great Market Hall, no centro de Budapeste, é o mercado mais famoso de Budapeste.

Enquanto muitos moradores ainda usam o mercado como um local para comprar suas compras, o mercado também é incrivelmente popular entre os turistas.

Frutas e vegetais cultivados localmente e carnes de origem local são encontradas nos andares inferiores, e lembranças, incluindo rendas, jogos de xadrez e artigos de couro, estão disponíveis nos andares superiores.

Além de ingredientes individuais, é possível comprar iguarias locais caseiras, como goulash e langos, na barraca de comida no andar de cima.

A Cidadela, que fica no topo de Gellert Hill, foi construída pelos Habsburgos após a fracassada Guerra da Independência Húngara.

Pensa-se que sua posição estratégica principal facilitaria o controle de Buda e Peste, caso ocorram revoltas futuras.

As tropas estavam estacionadas na Cidadela até 1897. As forças soviéticas mais uma vez usaram a fortaleza para controlar a cidade durante a Revolução Húngara de 1956, e os tanques que ali estavam foram disparados contra a cidade.

Há um equívoco comum de que Budapeste é uma cidade barata para se morar ou visitar como turista. … O fato é que a cidade ainda é bastante acessível em termos de acomodação, alimentação, entrada em museus e outros locais turísticos, embora seja verdade que os preços das commodities e as taxas de aluguel de apartamentos tenham aumentado nos últimos anos, antes de viajar pesquisa todos os pontos do teu interesse para que conheças a maior parte da cidade que sem dúvida amarão tanto quanto nossa equipe de #ESTOTVTOURNEE.

Deixe uma resposta