Você pode pensar que ninguém pode guiá-lo quando se trata de canalizar seus desejos carnais, mas isso não é verdade. De fato, muitos desentendimentos acontecem em um relacionamento quando o quociente sexual começa a diminuir.
Mas na maioria das vezes, escolhemos ficar quietos sobre esses problemas, em vez de procurar ajuda. A falta de consciência e conhecimento dificulta ainda mais a abordagem de um profissional qualificado. No entanto, Claudia & Torrego que sempre estão alerta para trazer as melhores dicas para o segmento ESTOTRENDY, convidaram a sexóloga Zoelma Lima quem veio direto de Maceió para falar todo o que você quiser saber e quando precisa visitar um terapeuta sexual, aqui estão alguns pontos que podem ajudá-lo a tomar uma decisão:

1. Você tem baixo desejo sexual: ninguém precisa explicar a você se você está sofrendo do mesmo. Baixo desejo sexual significa que você quer evitar a intimidade física com seu parceiro. A razão para isso pode ser muitas – alterações hormonais (tanto em homens quanto em mulheres) devido a problemas fisiológicos ou certos medicamentos, fadiga que pode significar uma condição de saúde subjacente e muito mais. Às vezes, o baixo desejo sexual também pode ser devido a uma fase temporária, como gravidez ou amamentação. No entanto, se tiver sido um problema por muito tempo e você e seu parceiro ficarem insatisfeitos por causa disso, é melhor conversar com um terapeuta para obter ajuda.
2. Você experimenta impulsos / comportamentos / fantasias sexuais intensos que envolvem objetos, atividades ou situações incomuns: Esse é um problema real e provavelmente tem uma questão psicológica profunda envolvida.
3. Você tem problemas fisiológicos: Nos homens, a disfunção erétil, a ejaculação precoce ou a incapacidade de penetrar, mesmo depois de uma ereção, podem dificultar o ato sexual. No entanto, a maioria destes pode ser tratada clinicamente. Mas visitar um terapeuta sexual pode ajudar a pessoa a saber como começar o tratamento. Nas mulheres, problemas como secura vaginal, vaginismo, menopausa, trauma vaginal podem ser uma razão para a relação sexual dolorosa.
4. Seus desejos e necessidades sexuais não estão em sintonia um com o outro: ambos os parceiros podem não estar na mesma página quando se trata de sexo. Além disso, qualquer um de vocês pode sofrer de baixo desejo sexual devido ao estresse ou outros problemas (hormonais ou efeitos de certos medicamentos).
5. Você é obcecado por sexo: Se você está preocupado com pensamentos sexuais o tempo todo e isso está afetando o seu desempenho e funcionamento, ele poderia se originar de uma questão psicológica subjacente que precisa de atenção imediata.
6. Você se sente culpado por ter relações sexuais: para alguns, fazer sexo pode levá-los a uma viagem de culpa. Isto pode ser devido a má experiência sexual, sendo vítima de abuso infantil ou outros problemas. Seja qual for o problema, conversar com um terapeuta ou sexólogo pode ajudar a superar a culpa e ser um participante melhor durante as interações sexuais.
7. Você é incapaz de atingir um orgasmo: isso acontece principalmente com as mulheres, como acontece com os homens, a ejaculação e o orgasmo geralmente andam de mãos dadas. Então, se um orgasmo não é possível apesar de ter o desejo e ter um parceiro amoroso, cooperativo e ativo.
8. Você está confuso sobre sua orientação sexual: já que não falamos sobre isso livremente, muitas pessoas permanecem presas em uma identidade que não é deles. Se você não souber abordar esse assunto de orientação sexual ou não puder aceitar sua própria identidade, fale com um especialista que pode ajudá-lo a quebrar o estigma e sair por conta própria.
9. Você não é capaz de fazê-lo apesar do desejo: às vezes tudo parece certo, mas você ainda pode ser incapaz de ter uma relação sexual ou a relação sexual pode ser muito dolorosa. Isso também é um sinal de alerta de que você precisa visitar um terapeuta sexual em breve.

Deixe uma resposta