Nosso querido CFO & Art Director Arilton Freitas tomou de boa a oportunidade de se apresentar frente as câmeras, neste primer episódio conta-nos como foi que a sua vida profissional foi sendo criada desde corta idade e levando-o até o ponto de querer dar um rewind e iniciar novamente, no momento se perguntando o que estava fazendo com a sua vida e o porque estava em tal o qual situação de vida… coisas de jovem pode ser, temos certeza que todos em algum momento passamos também por esse questionamento, mas quando o tempo passa o que vem como um balde de agua gelada para acordarmos é que tudo aquilo que era tão “chato” ou “absurdo” foi exatamente o que trouxe a experiência necessária para cada passo que durante a sua carreira foi executando.

O trabalho de operar uma empresa familiar muitas vezes é extremamente complicado por atritos decorrentes de rivalidades envolvendo pai e filho, irmãos ou outros membros da família que ocupam cargos no negócio, ou pelo menos obtêm renda dele. A menos que os diretores enfrentem seus sentimentos de hostilidade, diz o autor, o negócio sofrerá e poderá até morrer. Ele oferece alguns conselhos sobre como os parentes podem aprender a conviver com sua situação peculiar. Mas ele conclui que a única solução real é avançar em direção à gestão profissional.

É óbvio o senso comum de que quando as decisões gerenciais são influenciadas por sentimentos e responsabilidades em relação aos parentes nos negócios, quando o nepotismo exerce uma influência negativa e quando uma empresa é administrada mais para honrar uma tradição familiar do que para suas próprias necessidades e propósitos, é provável que seja um problema.

No entanto, os problemas das empresas familiares são consideravelmente mais profundos do que essas questões. O conflito psicológico fundamental nas empresas familiares é a rivalidade, agravada por sentimentos de culpa, quando mais de um membro da família está envolvido. A rivalidade pode ser sentida pelo fundador – mesmo que não haja parentes no negócio – quando ele inconscientemente sente (justificadamente ou não) que os subordinados estão ameaçando removê-lo de seu centro de poder.

As chaves para o sucesso a longo prazo são a gestão profissional e a manutenção da família comprometida e capaz de continuar como proprietária.

Para ter sucesso à medida que a empresa e a família crescem, uma empresa familiar deve enfrentar dois desafios entrelaçados: alcançar um forte desempenho comercial e manter a família comprometida e capaz de continuar como proprietária. Cinco dimensões da atividade devem funcionar bem e em sincronia: relações harmoniosas dentro da família e uma compreensão de como ela deve estar envolvida com os negócios, uma estrutura de propriedade que fornece capital suficiente para o crescimento, permitindo que a família controle partes-chave do negócio, forte governança da empresa e um portfólio de negócios dinâmico, gerenciamento profissional da riqueza da família e fundações de caridade para promover os valores da família através das gerações

A pergunta é… Como faço para conseguir um emprego depois de trabalhar na empresa da minha família?

Observe o papel que você desempenhou na empresa, as habilidades que usou e o valor que criou, e siga a partir daí.

Você era um generalista (fazia de tudo?)? Descobri que esse é o caso de muitas pessoas que estavam em funções de negócios da família. Profunda o suficiente na tarefa de gerenciar os negócios, mas não tem conhecimento profundo para executar essa tarefa única o dia todo. Ao fazer a transição para uma função corporativa, minha recomendação é examinar as funções de gerenciamento de contas (não exatamente as vendas). Um gerente de contas deve ser perigoso o suficiente para entender as várias nuances de uma empresa (uma espécie de generalista). O truque: você precisa colocar seu objetivo em uma empresa em que o produto ou serviço real em que você trabalhou seja relevante.

Acompanhemos esta nova série de episódios em que Arilton vai falar com profissionais e líderes no mundo dos negócios e compartir histórias reais e muitas vezes até impensáveis.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here