Quem tem cachorro, já sabe: é preciso dedicação e muita paciência para ensinar o amigo a fazer xixi no lugar certo. Até aprender, ele vai em todos canto, nos pés da mesa, no meio da sala, na casa toda… Isso é natural deles, afinal não tem consciência do que é certo ou errado se não forem ensinados. E a situação se agrava se for macho, porque aí tem o instinto de marcar seu território.

A missão de ensinar o lugar certo de fazer as necessidade não é fácil, mas não é impossível. Uma das táticas que ouvimos por aí é usar repelentes de treinamento que vendem em petshops. A ideia é simples: basta aplicar no local proibido e, como o cachorro funciona pelo olfato (e o cheiro é desagradável para ele) logo o bichinho entende que ali não é lugar de fazer xixi. O problema é que muita gente não vê resultado e eficácia nesses produtos industrializados.

E é aí que entra nosso parceiro Roberto Martins Figueiredo, o Dr. Bactéria. Nessa edição de #etips, o Torrego aprendeu a fazer um repelente caseiro para usar com o Fred, seu bulldog inglês, e que todos podem usar em casa. Fácil de fazer, barato e, o principal, muito eficaz.

Os ingredientes você encontra facilmente no mercado. São eles:
1 litro de álcool
2 colheres de sopa de gel de cânfora
100 ml de citronela

Para o preparo, coloque em um recipiente o álcool, o gel e mexa. Você vai perceber que as duas substâncias não se misturam, e tudo bem. A ideia nessa etapa do processo é que o odor da cânfora tome conta do álcool, pois o cheiro é que é importante. Por fim, coloque a citronela e misture novamente. Nesse momento o preparo vai ficar com aspecto leitoso por conta do óleo. Tudo pronto, é só colocar num frasquinho com borrifador.

Longe do lugar errado
A aplicação acontece exatamente como já falamos anteriormente. Não quer que o cachorro faça xixi no sofá, no pé da mesa, no tapele ou em qualquer outro canto proibido? Pois é ali que você deve borrifar o produto. Como o cheiro desse preparo é forte e incômodo para o olfato canino, logo seu cachorro entende que ali não é para ele e mantém distância.

Importante: não aplique o produto no animal de jeito nenhum, ok? Além de não ter efeito nenhum pode provocar alergias e outros efeitos.

No lugar certo
Mas se não pode fazer ali, onde pode? Isso você também precisa ensinar para ele. Depois de definir qual é o lugar certinho de fazer as necessidade dele, prepare o ambiente. Coloque tapetinho ou outras opções que achar melhor, mantenha o local sempre bem limpo e comece o treinamento.

Lembre que cachorro gosta de um agrado e de estímulos positivos. Então quando ele por pego no flagra fazendo xixi no lugar certo, não economize nos mimos: faça festa e carinho, dê mimos e biscoitinhos de recompensa. É desse jeito que ele vai associar o comportamento a algo certo a ser feito. E logo começará a repetir esperando a recompensa.

Mas um lembrete importante: isso só funciona se você der a recompensa na mesma hora. Do contrário, ele não irá associar uma coisa à outra. Se chegar em casa e tiver um xixi na sala, nem adianta dar bronca porque ele não vai entender nada. Percebeu que ele vai ao banheiro? Vá atrás, espere ele terminar e dê os agrados.

E tem dicas para a situação contrária também. Quando ele for pego fazendo as necessidades no lugar errado, nada de broncas e gritos, pois isso só vai assustar seu amigo e pode até causar traumas, deixando ele com medo de fazer qualquer coisa na sua frente, apenas escondido. E aí todo o trabalho vai por água abaixo…

Além do treinamento
De acordo com o site Cão Cidadão, empresa paulistana especializada em adestramento e treinamento de cães, são muitos os motivos que levam o cachorro a fazer xixi ou coco no lugar errado. Enquanto filhote, é normal que escolham o local errado por falta de ensinamento e até falta de controle – eles não conseguem segurar por muito tempo. Mas se mesmo depois de crescidos e treinados ele continuar errando, a melhor coisa a fazer é procurar um profissional que irá investigar e identificar a real causa, e indicar um tratamento adequado, se for o caso.

Veja aqui alguns dos motivos que podem estar afetando as idas ao banheiro do seu cachorro.

_uma das razões pode ser mais simples do que você imagina: poucas idas até o banheiro. Se seu cachorro foi treinado para só fazer as necessidades na rua (e nada em casa) e você não tem cumprido a sua parte do trato, ou seja, não sai muito com ele, é natural que ele fique apertado se o período de espera se prolongar muito. E o resultado não será outro, ele vai se resolver por onde estiver mesmo.

_você sabia que cachorro evita fazer as necessidades perto de onde come e dorme? Se estes locais forem perto de onde definiu como banheiro dele, talvez isso pode estar atrapalhando a rotina.

_o tipo de material usado no banheiro também pode interferir, os cães sempre dão preferência para uma superfície absorvente. Se for em ambiente externo, procuram grama ou terra, e se for em ambiente fecjhado, as alterantivas podem ser tapetes higiênicos, grama sintética com caixa absorvente ou caixa com grade e jornal embaixo.

_e se o espaço definido para ele estiver sujo, certamente vai procurar outro ponto. Afinal, ninguém gosta de banheiro sujo, não é mesmo?

_às vezes, fazer xixi e coco no lugar errado pode indicar problemas comportamentais. E aí pode ser demarcação de território, ansiedade de separação, excesso de submissão… Um veterinário ou adestrador podem orientar a melhor forma de corrigir isso.

_e, infelizmente, em alguns casos o problema pode ser de saúde, como infecção ou incontinência urinária. Uma vez mais, o veterinário deve ser acionado para o correto diagnóstico e orientar o melhor tratamento.

Deixe uma resposta